Em 100 dias de gestão, Márcio da Linha Verde dá seu toque pessoal ao projeto da Secom


Em 100 dias à frente da Secretaria de Comunicação, Márcio Gomes ou Márcio da Linha Verde teve que enfrentar um grande desafio, receber o comando das mãos de Maurílio Fontes, que, ao lado de Rui Albuquerque e de Belmiro Deusdete, é um profissional de comunicação destacado e sem dúvida o mais completo da nossa região. A transição foi harmônica, o antecessor deixava o cargo por vontade própria e Márcio, por outro lado, é um nome de reconhecida relevância na administração pública da cidade, com acesso a todas as vertentes ideológicas e correntes de pensamento.

Nesse período inicial, lutando com orçamento apertado, curiosamente contestado por determinados vereadores,  Márcio, formado em Administração de Empresas, procurou iniciar a estruturação do seu plano de comunicação que contempla a transparência das ações públicas, a informação como forma de prestação de contas para o cidadão, mas também se preocupa com a comunicação da cidade em sua qualidade e em sua democratização. Pretende criar a Casa do Youtuber para fortalecer e ampliar o uso da internet e profissionalizar jovens no emprego das redes sociais. Contudo essas grandes metas estão vinculadas a uma outra, mostrar a cidade para o público externo para contribuir com o setor de turismo e com a atração de novos empreendimentos.

Por isso a principal ação desses 100 dias de gestão é a menos visível, ele está contribuindo com o projeto da AlaBeer, que será uma das maiores festas do interior da Bahia, por isso, certamente também do Norte/Nordeste. Está estabelecendo contatos junto com a Secretaria de Desenvolvimento e Meio Ambiente, onde atuou como subsecretário, para fazer o portfólio do município, em versão virtual e física, bilíngue ou talvez até trilíngue, para o país e para o exterior.

Márcio tem uma capacidade de enxergar  algo óbvio,  que, no entanto, poucos veem; mostra uma grande capacidade de escutar e de valorizar os profissionais que com ele trabalham e demonstra uma paciente determinação e simpatia própria como bônus. Ele, que tem um significativa passagem pela comunicação e que acompanhava o trajetória do tio Altamiro Lira, grande radialista da cidade, conseguiu entender algo difícil de ser percebido por muitos nessa era tecnológica: a comunicação parte do texto. Como Maurílio montou uma equipe eficiente, ele agora trabalha para dar todo apoio a esse grupo de profissionais, vislumbrando a comunicação nas redes sociais. Ainda compreende que as mídias mais antigas como rádio e jornal impresso se reconfiguram para serem elementos integrados a essa nova realidade.

Márcio está aprimorando tudo que foi determinado pelo seu antecessor, compreendendo esse projeto iniciado, o que não é pouca coisa, agregando-lhe  a sua experiência com o empreendedorismo e a capacitação, junto com a sensibilidade que adquiriu lá atrás no final dos anos noventa, quando atuou com a inserção de jovens no mercado de trabalho na Secretaria de Assistência Social.

Nesses três meses e pouco, fortaleceu o setor de designer e audiovisual, delimitando as competências da produção interna e da agência de publicidade. Melhorou ainda mais a relação com os veículos de comunicação locais e pensa em fazer pesquisa de audiência para otimizar o uso de recursos. Márcio mantém diálogo com os profissionais que se mostram de forma absolutamente crítica a gestão atual. Compreende que o contraditório é inerente ao jornalismo e fundamental para o aprimoramento do próprio governo.

Quem chega no prédio a Secom, hoje, tem uma nova impressão. Parece bastante óbvio ou de menor importância, ele melhorou fachada do prédio. Algo simples e trivial, mas que olhado como uma intervenção inserida no projeto global, a iniciativa ganha outro sentido. Márcio quer com isso valorizar a comunicação, os profissionais de comunicação como um todo e a equipe que lá atua. Além disso é uma mensagem para parte do empresariado do comércio que negligencia com apresentação de suas lojas.

 “Precisamos ter uma cidade visualmente agradável, estimular esse senso estético na população trará benefícios ainda maiores para todos, mais renda e mais lucro, com algo simples, uma pequena demão de tinta. Alagoinhas é a casa onde todos nós habitamos, temos que valorizar o acolhimento em toda extensão do seu significado”, daí vem a escuta sensível e atenta, o diferencial que Márcio deu a toda uma estrutura muito bem montada por seus antecessores